top of page

ENCONTRANDO HEREGES: INQUISIÇÃO EPISCOPAL E PAPAL


O Agitador de Languedoc - Jean-Paul Laurens Musée des Augustins, Toulouse
O Agitador de Languedoc - Jean-Paul Laurens Musée des Augustins, Toulouse

Na Alta Idade Média, a heresia se espalhou significativamente como uma resposta aos fracassos da reforma da igreja. Duas das principais correntes heréticas foram os cátaros e os valdenses. Suas crenças às vezes eram mais ligadas à Bíblia do que as da Igreja Católica. No entanto, como não era a direção preferida da igreja, eles foram rotulados de hereges.


A igreja não queria perder a batalha contra eles, então começaram a identificar hereges e a tentar conduzi-los de volta ao caminho 'certo'. A inquisição episcopal e a inquisição papal estavam entre as armas usadas contra os hereges e às vezes causavam danos reais ao povo acusado.


Inquisição Episcopal


A inquisição episcopal era uma espécie de inquisição medieval para encontrar hereges. Ao contrário do que acontecia na era pós-medieval, as inquisições medievais eram descentralizadas e não tinham gabinete para as observar.


Em 1184, uma carta papal intitulada Ad abolendam, que significa 'Com o propósito de acabar com', iniciou as inquisições. A inquisição episcopal era assim chamada, pois era operada pelos bispos, ou seja, episcopus em latim. Os bispos também estavam investigando as crenças das pessoas antes de 1184, mas com o Ad abolendam isso se tornou um processo cronometrado e mais organizado.


Os bispos agora eram obrigados a passar um certo tempo em suas dioceses e investigar as crenças daqueles que ali viviam. Uma vez identificados os hereges, os bispos tiveram de persuadi-los a voltar ao caminho certo. Se recusassem, as autoridades seculares assumiam o controle e os puniam.


Desvantagens da Inquisição Episcopal


Ad abolendam não especificou muitos pontos, incluindo punições. As punições geralmente variavam do confisco da propriedade à execução na fogueira.


Outra deficiência do sistema era que, em muitos casos, os bispos viviam fora de suas dioceses e não podiam investigar as crenças. Mesmo quando os bispos viviam onde seu povo morava, muitas vezes eles tinham muito o que fazer. Investigar crenças raramente tinha prioridade.


A próxima falha foi que os bispos revelaram os nomes dos acusadores aos hereges acusados. Assim, muitas testemunhas estelares foram assassinadas. Como resultado de todas essas falhas, a 'inquisição papal' foi desenvolvida.


Inquisição Papal


Levando em consideração as ineficiências da inquisição episcopal, a igreja criou uma ferramenta mais forte. Na década de 1230, uma forma muito mais eficiente e eficaz de inquisição foi desenvolvida, chamada de inquisição papal.


O nome não implica que os papas realizaram o processo ou o supervisionaram, em vez dos bispos. Mostra que os inquisidores profissionais foram contratados e comissionados pelos papas para investigar e encontrar hereges. Os inquisidores se apresentaram em toda a Europa nos distritos religiosos.


Os inquisidores foram treinados e empregados para identificar hereges com mais eficiência. Eles eram geralmente pessoas altamente habilidosas em debater e questionar e indivíduos altamente móveis. Diferentes ordens religiosas aderiram ao movimento, especialmente a Ordem Dominicana.


A Ordem Dominicana


Entre os melhores candidatos a inquisidores papais, estava a Ordem Dominicana, criada para combater a heresia. O pioneiro desta ordem foi Domingos de Gusmão, um castelhano espanhol que morreu em 1221. Ele viveu na mesma época que Francisco de Assis, o pioneiro de uma ordem semelhante chamada Franciscanos.


Francisco de Assis era o mais carismático dos dois, mas Domingos de Gusmão era o organizador mais paciente e habilidoso. Dominicanos e franciscanos eram adequados para a inquisição, mas não se davam muito bem, e os dominicanos superavam os franciscanos.


Francisco de Assis dedicou sua vida a popularizar um estilo de vida ao qual Gusmão chegou independentemente: vita apostolica, ou a 'vida apostólica'. Este ideal foi construído sobre os Atos dos Apóstolos e acalentava uma vida dedicada à pobreza, mendigando e vagando para pregar.


Assim, os determinados dominicanos tornaram-se um dos grupos de inquisidores mais ativos, sem nenhuma das falhas encontradas na inquisição episcopal. O que eles fizeram é uma história diferente, mas foi assim que começaram a fazer o que fizeram.

 

Fonte - Peters, Edward. Inquisition


Given, James B, Inquisition and Medieval Society


Burman, Edward, The Inquisition: The Hammer of Heresy

184 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page