top of page

POR QUE AS PESSOAS MEDIEVAIS ESTAVAM JEJUANDO ÀS SEXTAS-FEIRAS?



O jejum fazia parte regular da prática religiosa medieval, da realeza ao campesinato. Havia muitas regras, razões e horários que ditavam quando uma pessoa deveria jejuar, por quanto tempo e se isso significava ou não algum alimento específico ou nada. O jejum era proibido como penitência, frequentemente como dieta restrita e como forma de reconhecer eventos importantes no calendário cristão. Enquanto monges e monjas jejuassem com mais frequência e severidade do que a população em geral, esperava-se que as pessoas comuns jejuassem também, especialmente às sextas-feiras.

É importante lembrar que o povo medieval não era apenas um grupo homogêneo que seguia todas as regras estabelecidas pela igreja ou pelo estado sem questionar. As pessoas tinham muitas perguntas sobre os mínimos detalhes de sua fé, e os teólogos estavam constantemente elaborando respostas para os mais espinhosos deles. Como a maioria das pessoas comuns era analfabeta, elas não eram capazes de ler a Bíblia, nem eram permitidas cópias no vernáculo da época. A Bíblia deveria ser lida em latim e interpretada por padres. Isso significava que, quando as pessoas tinham uma pergunta - especialmente sobre por que não deviam comer o que queriam -, cabia a seus padres ter uma resposta.

Na Biblioteca Britânica MS Harley 2253, existe uma pequena passagem que explica "Razões para jejuar na sexta-feira". O fato de estar contido nessa miscelânea mostra que as pessoas estavam preocupadas o suficiente para querer uma resposta sobre por que seus estômagos deveriam rosnar. As razões apresentadas mostram não apenas alguns dos eventos bíblicos mais importantes para os cristãos se lembrarem, mas também os cálculos que os sacerdotes cristãos haviam feito para estabelecer quando esses eventos ocorreram. O fato de os eventos bíblicos terem sido temporalmente mapeados dessa maneira demonstra a sofisticação do pensamento e do raciocínio da igreja na época, precisamente porque eles contavam com essas coisas. O povo dependia deles.


O texto de "Razões para jejuar na sexta-feira" da British Library Harley MS 2253 fol.135r

Portanto, sem mais delongas, aqui estão os motivos do jejum na sexta-feira. Dada a sua curta duração, aqui está a passagem completa:


Deve-se jejuar mais de boa vontade na sexta-feira do que em qualquer outro dia da semana, porque na sexta-feira os filhos de Israel entraram na Terra Prometida. Sexta-feira o profeta Moisés morreu no monte Nebo.

Sexta-feira, o profeta Davi matou Golias.

Sexta-feira o profeta Elias foi decapitado.

Sexta-feira São João Batista foi decapitado.

Sexta-feira Herodes matou cento e quarenta e quatro mil inocentes, e esse massacre começou na sexta-feira.


Gabriel proclamou a Nossa Senhora na sexta-feira que Jesus nasceria para ela.

Na sexta-feira, São Pedro foi crucificado.

Sexta-feira Deus foi crucificado.

Sexta-feira Nossa Senhora passou para o céu.

Sexta-feira Santo Estêvão foi apedrejado e São Paulo decapitado.

Sexta-feira Enoque e Elias lutarão com o anticristo.

 

Fonte - Você pode encontrar esta tradução de "Razões para jejuar na sexta-feira", de Susanne Greer Fein, juntamente com o restante do MS Harley 2253 no site https://d.lib.rochester.edu/teams (em inglês)

171 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page